ANTONIO DE OLINDA

(Antonio José dos Santos)
1966 - 2015 Olinda, Pernambuco.

Gostando de arte desde a infância, e sempre vivendo em Olinda, perto do mar, começou a trabalhar com mamulengo, teatro de boneco muito popular na região. Com curso primário e secundário completos, iniciou-se na pintura como auxiliar do pintor Roberto Lúcio. Em 1984, participou de sua primeira exposição coletiva, no mesmo ano em que conquistou uma das premiações do “Salão dos Novos de Pernambuco” e o Primeiro Lugar do Projeto Lista Telefônica do Estado de Pernambuco, posição que ocuparia também no ano seguinte até 1987. Diversificando seu trabalho, realizou adereços de cena para os filmes Baile Perfumados (1996) e O Cangaceiro (1996). Em 1988, particpa de uma exposição coletiva junto com Ernane Cortat e Diva Goulart na Galeria Jacques Ardies. Em 1997, pintou cenários para espetáculos em colaboração com o grupo Bijari.
Realizou sua primeira exposição individual no Gabinete de Arte Brasileira do também pintor Crisaldo Morais, 1988, em Recife, três anos mais tarde  no Museu de Arte Contemporânea de Olinda e em 2001 e 2003 na Galeria Jacques Ardies de São Paulo.
Em 2004, participa da Bienal naifs de Piracicaba, organizado pelo Sesc e apresenta regularmente suas pinturas recentes na galeria Jacques Ardies até hoje. Faleceu em 2015