Biografia
Biografia de Ernani Pavaneli

1942 – São João de Nepomuceno, MG

Transferiu-se para o Rio de Janeiro no intuito de se formar como analista de sistema. Ainda estudando, trabalhou para a empresa americana Honeywell mas o que ele gostava mesmo era se dedicar à pintura, incentivado pelo artista José Saboia com quem dividia um ateliê. Como sempre, o começo foi difícil e o Ernani complementava o seu sustento com um serviço de tradução técnica de inglês.
A sua primeira exposição individual aconteceu na Galeria Toulouse do Rio de Janeiro em 1983 e no ano seguinte se apresentou na Galeria Jacques Ardies de São Paulo firmando, a partir daquela data, uma parceria que dura até hoje.
Expôs nos anos seguintes na Galeria Adroaldo Carneiro em Recife, na Galeria Detursa de Madrid, (1997) e na Galeria Tuset de Barcelona (1999), Espanha.
Em 1991, particpou da exposição  “Brazilian Art Collection”, exposição itinerante que durou 4 anos e viajou em várias cidades norte americanas, inaugurada na Galeria do FMI em Washington, EUS. O colecionador Albert Laporte, apaixonado pela arte naif, ficou fascinado pela obra de Pavaneli e lhe dedicou uma exposição gigante, em 2005, no seu Museu de arte naif, em Béraut-Condom, França, cujo tútulo foi: ”Ernani Pavaneli, le Maître Naïf Brésilien”.
Recentemente participou da exposição “L´Arbre et l´ oiseau”  na Galeria Jacqueline Bricard, França e da coletiva “Sun, Soul and Sambas, The Brazilian Naives” na Gina Gallery, Israel.

Obras disponíveis

Banda de Ipanema – 50×60
A pelada – 50×60 – 2016
A famosa – 40×50 – 2009
Maratona – 40×80
O trabalho – 19×60