Biografia
Biografia de Wilma Ramos

1940 – Mogi das Cruzes
2009 – Mogi das Cruzes 
Começou a expor em 1967, no Salão de Arte Contemporânea de Campinas e, no ano seguinte, realizou sua primeira exposição individual na Prefeitura de sua cidade natal.
Com uma pintura tematicamente voltada para o Folclore brasileiro, principalmente suas festividades e folguedos, ela deteve-se principalmente no rico, variado e colorido universo popular da Bahia além do folclore brasileiro e dos rituais afro-brasileiras.
Com cores vivas e figuração marcante, aos poucos sua pintura foi despertando atenção. Já em 1970, seus trabalhos foram aceitos pelo 13º Salão de São Bernardo do Campo, São Paulo. Em 1974, viaja para Espanha onde reside durante 4 anos, participando de exposições coletivas nas ilhas Baleares em  Palma de Mallorca e Puerto Pollenza, e expondo individualmente em Madrid na Galeria ArteLux em 1977. De volta ao Brasil, mereceu premiações em vários salões de arte realizados no Estado de São Paulo e se juntou aos artistas naifs expondo na Galeria Cravo e Canela recém inaugurada em 1979. Recebeu o troféu “Personalidade artística”
na ocasião de uma das várias mostras de Arte em Mogi das Cruzes e em 2004 fez parte do projeto  “O Brasil agrícola na Arte Naif” promovido pela empresa Bayer Cropscience sendo que naquele mesmo ano, participou da exposição coletiva inaugurando o novo endereço da Galeria Jacques Ardies, na Vila Mariana, em São Paulo.

Obras disponíveis

Malhação de Judas – 60×80
Feira Livre – 80×60
Bumba meu boi – 60×80