Biografia
Biografia de Zica Bergami
A compositora, cantora, desenhista e escritora Zica Bergami nasceu em Ibitinga, SP, em 1913 e faleceu quando completou 97 anos. Ainda menina, Zica veio para São Paulo e morou primeiro na Barra Funda, depois no Bom Retiro e acompanhou as rápidas transformações da cidade. Era uma outra São Paulo, a dos lampiões de gás, das cheias do Tietê, então um dos lugares de lazer e esportes da Capital. Essas recordações Zica deixou impressas em inúmeras obras que evocam seus tempos de menina, a família, os bailes onde, mocinha, atraía o olhar apaixonado da rapaziada. Energia, criatividade e beleza a acompanharam nas diversas fases de sua produtiva existência. O desenho aconteceu por pura necessidade de extravasamento de uma sensibilidade que forçava por se manifestar. Não teve uma única lição de arte, nunca entrou em contato com qualquer artista plástico, fez tudo sozinha, como sempre fez. E nunca mais parou. É simplesmente um dos grandes artistas do desenho no Brasil. Seu trabalho como compositora começou a ficar conhecido quando Inezita Barroso gravou a valsa "Lampião de gás" em 1958. Como escritora lançou entre outros, os livros "Filhos de artistas imigrantes" e "Onde estão os pirilampos". Suas músicas de maior sucesso foram: "Lampião de gás", "Gafanhoto chegou", "Mata o pato", "Abana o fogo", "O que é que há", "Briga de santo", "Chova chuva chova", "Maricotinha" entre outras.

(Extraído do texto de Juarez de Marcos Jardim -2015)

Obras disponíveis

Passeio de bicicletas – 35×50 – 1998
Balanço – 30 42 – 2003
Trem de ferro – 47×70 – 1992
Baile – 35×48 – 1990
Folguedo – 35×70 – 1999
Cavalgando – 28×42 – 2009